Conferência Episcopal de Angola e São Tomé

Bispo recebe homenagem póstuma

19-07-2013

Dom José Próspero d’ Ascensão Puaty é exumado e transladado do Cemitério Municipal do Lwena para a Catedral da Diocese. O acto marca encerramento do jubileu dos 50 anos da Diocese de Lwena neste fim-de-semana, dias 19 a 20 de Julho 2013, na província do México.

Dentro da programação da festa de enceramento dos 50 anos, segundo o bispo da diocese Dom Tirso Blaco, a entronização dos restos mortais do Bispo são precedidos de uma vigila de oração. O facto é um acontecimento pouco comum, referiu Dom Gabriel Mbilingi, Bispo convidado a presidir a cerimónia. Por outro lado referiu fazer parte da tradição da Igreja Católica. De acordo prelado, a explicação encontramo-la na bíblia que refere o fundamento dos 12.

Dom Puaty foi Bispo de Luena, sucedendo ao beneditino Dom Francisco Esteves Dias de nacionalidade portuguesa que abandonou o país, logo a seguir a independência. A personalidade de Dom Puaty conhecida desde os tempos de vigário geral daquela diocese é caracterizada pelo sentido de proximidade com o povo simples.

Nótula biográfica
Nascido em Imánya (Imaculada Conceição), Cabinda, a 10 de Abril de 1928, Dom José Próspero d’ Ascensão Puaty – neto e filho de Catequistas – foi ordenado sacerdote em 17 de Julho de 1957, seguindo imediatamente para Roma, em cuja universidade Gregoriana fez a licenciatura em Direito Canónico. De regresso a Angola, leccionou e exerceu várias funções nos Seminários de Luanda e Huambo, dedicando-se também a outras actividades pastorais. Em 3 de Fevereiro de 1977 foi nomeado Bispo da Diocese de Lwena, onde já era Vigário Geral desde 18 de Outubro de 1976. Recebeu a ordenação episcopal a 17 de Abril de 1977, tomando posse da Diocese de Lwena e faleceu em 2002.